Buscar
  • arvense

Perdão, bem-estar e saúde

Uma reflexão sobre a importância do perdão na educação e na vida



As forças de caráter são boas qualidades que moram dentro dos seres humanos, dentro de todos nós. São ferramentas preciosas que podemos utilizar para perceber, sentir e agir de forma positiva.

O perdão é umas das principais forças de caráter que sustentam as boas relações humanas.

Convidamos você leitor a refletir conosco sobre a importância de educar para o perdão.

Perdão Aceitação de erros pessoais e de outros. Capacidade de não guardar ressentimento em relação a si mesmo ou àqueles que lhe fizeram mal.


Atenção: ● A subutilização do perdão leva pessoas a serem impiedosas. ● A superutilização do perdão leva uma pessoa a ser permissiva.

O Perdão é considerado um recurso de regulação das relações humanas. Lyumbomirsk (2008) cita que perdoar implica na supressão ou redução das motivações para a fuga e para vingança. O indivíduo passa a substituir estas motivações por atitudes e sentimentos positivos e mais benevolentes.


Importante: As demais forças que dão suporte a boa utilização do perdão são: justiça, liderança, espírito de equipe, generosidade e amor (Niemiec, 2017).


Perdão, bem-estar e saúde

Os sentimentos podem interferir de forma significativa no corpo físico (batimentos cardíacos, pressão arterial, ciclos respiratórios e demais funções vitais). Essa interferência pode se dar de forma positiva ou negativa e, desta forma, os sentimentos podem ser geradores de saúde ou de doenças.


Diversas pesquisas têm demonstrado que a capacidade de perdoar pode trazer diversos benefícios para a saúde das pessoas, constituindo uma importante ferramenta na luta contra a ansiedade e a depressão. Pessoas que utilizam o Perdão de forma apropriada tendem a ter mais satisfação com a vida, bons hábitos de vida e suporte social, ao mesmo tempo em que experimentam menos momentos de raiva e hostilidade.

Importante: O perdão não elimina o fato, apenas o torna menos importante. Perdoar significa ficar em paz, mesmo tendo sofrido um mal.


Diante de tudo isso, você consegue perceber o quanto é importante sermos educados para perdoar e sermos perdoados?


Educação para o perdão

O aspecto mais importante a ser trabalhado com crianças é que o perdão não é algo direcionado ao outro e sim a si mesmo. Além disso, deve-se afastar a ideia de que perdoar significa apenas aceitar um pedido de desculpas ou esquecer o que aconteceu.


Abaixo, algumas dicas relevantes sobre como fomentar o perdão em crianças e jovens:


1 - Perdoar não é esquecer

Muitas pessoas têm receio de perdoar, pois acreditam que isso pode facilitar para que o ocorrido se repita. Além disso, alguns têm receio de passar a imagem de que endossam os maus comportamentos alheios. Sendo assim, é importante que professores, pais e treinadores auxiliem as crianças a desenvolver a capacidade de comunicar para outros, de forma assertiva, algo que o machucou ou incomodou. E, ao mesmo tempo, demonstrar aceitação das imperfeições do outro, dando outras oportunidades.


“Eu não gostei disso que você acabou de falar ou fazer. Porém, deixarei isso de lado, pois não me faz bem manter sentimentos ruins sobre outras pessoas”.


2 - Às vezes, para perdoar, é necessário olhar para além da ação

Ocasionalmente, é preciso reconhecer que a outra pessoa também é um ser complexo que, assim como nós mesmos, está em contínuo aprendizado ao longo da vida.


3 - Antes de perdoar, é importante reconhecer

Antes de pedir para uma criança perdoar alguém, peça que ela reconheça o que está sentindo. Desta forma, a criança estará aproveitando a oportunidade para desenvolver maior inteligência emocional.


4 - Antes de perdoar, é importante descrever o ocorrido e os sentimentos despertados

Professores, treinadores e pais devem, antes de pedir para que perdoem outra pessoa, auxiliar crianças e jovens a descrever o ocorrido e a expressar seus sentimentos.


5 - Seja o exemplo

Adultos devem servir de exemplo para que crianças e jovens compreendam formas assertivas de perdoar. Além disso, sempre que possível, identifique boas utilizações do perdão em livros ou filmes e nos acontecimentos diários.


Fique atento: A boa utilização do perdão possibilita que ressentimentos e mágoas vão embora, abrindo espaço para emoções positivas. Perdoar é, portanto, um processo individual de libertação, que conecta o indivíduo com a aceitação da imperfeição, que é o sustento de uma mentalidade de crescimento diante dos relacionamentos.


* Este conteúdo foi produzido por meio da boa utilização da força "espírito de equipe": Mariana Velasquez (Psicóloga especialista em Sociopsicodrama – CRP 12/14851) e Daniel Ramos (Profissional Ed.Física Mestre em Educação para a Saúde – CREF 017871 – G/SC)

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo